Manutenção de equipamentos de construção: quais são os tipos existentes?

Manutenção de equipamentos de construção: quais são os tipos existentes?

A manutenção de equipamentos de construção pode ser definida como o conjunto de procedimentos que devem ser realizados em máquinas e sistemas para garantir o seu pleno funcionamento ou assegurar que todas as suas funções sejam desempenhadas de forma correta. 

Ao longo dos anos, a metodologia de manutenção de equipamentos evoluiu para incorporar tecnologias, processos e metodologias cada vez mais avançadas. Essa mudança permitiu que as intervenções destinadas a realizar reparos nas máquinas de uma construção se tornassem mais ágeis e eficientes.

Dentre os diferentes tipos de manutenção de equipamentos de construção merecem destaque a manutenção corretiva na qual a troca de peças e sistemas é feita somente quando ocorre alguma falha, a manutenção preventiva que visa reduzir quebras e a degradação dos equipamentos e a manutenção preditiva que se apoia na análise apurada de softwares e sensores. 

Já a manutenção produtiva total engloba os diferentes setores da empresa de modo a permitir que todos os funcionários saibam como as máquinas e os equipamentos presentes no canteiro de obras funcionam. 

Quer saber mais sobre o assunto? Nesse post vamos explicar quais são as diferenças entre os tipos de manutenção de equipamentos de construção e quais as vantagens de cada um. Vamos lá? Boa leitura!

Por que realizar a manutenção de equipamentos de construção?

Por que realizar a manutenção de equipamentos de construção?

Para que todos os eletrodomésticos de uma casa funcionem da melhor maneira possível é preciso limpá-los, lubrificá-los e guardá-los com cuidado. Também é importante substituir as peças estragadas ou defeituosas por novas, assim que começarem a falhar. 

Em um projeto de construção ou reforma não é diferente – todas as máquinas de um canteiro de obra precisam de manutenção e cuidados para funcionarem corretamente. Equipamentos e acessórios como pneus, correias e componentes dos motores precisam ser substituídos assim que apresentarem defeito. 

Também é importante observar que o canteiro de uma obra é repleto de elementos como sujeira, poeira e detritos que podem danificar os equipamentos. Além disso, nem todos os funcionários da empresa utilizam as máquinas como deveriam, principalmente quando o uso não exige treinamento especializado. 

Por isso, mais do que limpeza e organização, é preciso implementar uma rotina de manutenção que englobe todos os equipamentos do canteiro de obra, o que garantirá seu pleno funcionamento e evitará que as máquinas falhem, causando acidentes. 

Conheça os principais tipos de manutenção de equipamentos e quais são as suas vantagens:

Quais são os tipos de manutenção de equipamentos de construção?

Quais são os tipos de manutenção de equipamentos de construção?

A manutenção de equipamentos de construção, assim como a segurança dos funcionários, deve ser vista como prioridade pela construtora e realizada por especialistas capacitados para atender a todas as ocorrências que possam acontecer no dia a dia da obra. 

Os principais tipos de manutenção são: a manutenção corretiva, a preventiva, a preditiva e a manutenção produtiva total:

Manutenção corretiva

Entre os tipos de manutenção de equipamentos de construção a corretiva é a mais antiga. De fato, esse método surgiu antes da Segunda Guerra Mundial quando reparos e trocas de peças eram realizados somente quando o equipamento parava de funcionar. 

A manutenção corretiva, portanto, é implementada assim que um defeito é detectado e tem o objetivo de fazer com que o equipamento volte a funcionar normalmente, executando a função que lhe é atribuída.

No entanto, nem sempre a manutenção corretiva visa realizar intervenções de emergência, o procedimento também pode ser feito para corrigir ou restaurar o desempenho dos equipamentos. Existem dois tipos de manutenção corretiva:

Manutenção Corretiva Não Planejada: visa corrigir os defeitos de um equipamento e é feita quando não há tempo para agendar uma manutenção corretiva planejada. Correções e substituições de peças defeituosas ou quebradas se enquadram nessa categoria. Essa metodologia é cara, demanda tempo e pode atrasar o andamento da obra. 

Manutenção Corretiva Planejada: é realizada para melhorar a performance de sistemas e equipamentos. Embora mais barata que a manutenção não planejada, pode gerar queda na produção quando há falhas no desempenho ou quebra do equipamento. Para ser eficiente, a manutenção corretiva planejada deve ser realizada antes que as máquinas exibam falhas e defeitos graves.

Pode-se dizer então que a manutenção corretiva visa corrigir falhas e permitir que máquinas e equipamentos voltem a funcionar rapidamente. No entanto, esses itens deixam de operar enquanto a manutenção é feita, o que pode acarretar o atraso da obra. 

Manutenção Preventiva

Entre os tipos de manutenção em equipamentos de construção a manutenção preventiva é a mais utilizada. Tem o objetivo de reduzir quebras e a degradação dos equipamentos de um projeto de construção ou reforma.

Para implementar a manutenção preventiva, as equipes precisam observar o histórico do equipamento e as falhas que ocorreram no passado – essa análise permitirá deduzir quando uma peça ou dispositivo quebrará novamente. 

A manutenção preventiva maximiza a vida útil dos equipamentos, embora não elimine a necessidade de trocar as peças defeituosas das máquinas em operação no pátio da obra. 

Esse método de manutenção deve ser realizado de acordo com um agendamento previamente determinado, o que evitará que os equipamentos falhem e deixem de operar de uma hora para outra. Durante a manutenção preventiva é possível realizar reparos, lubrificação e limpeza dos equipamentos. Além disso, é possível avaliar os sistemas elétricos e hidráulicos.

A manutenção preventiva deve ser realizada de acordo com o tipo, modelo e uso do equipamento. Além disso, é preciso observar fatores como ciclos de operação e as horas de uso. Oferece muitas vantagens a uma empresa de construção, entre elas podemos citar:

  • Redução dos custos de manutenção e dos riscos de acidentes que possam ocorrer devido a falhas nos equipamentos;
  • Diminuição do tempo ocioso devido a quebras ou falhas nos equipamentos ou máquinas;
  • Aumento da vida útil de máquinas e equipamentos;
  • Minimização da degradação dos equipamentos.

Manutenção Preditiva

Entre os tipos de manutenção de equipamentos de construção, a preditiva é considerada a mais moderna. É realizada de acordo com o uso de cada máquina, seguindo parâmetros rígidos de controle.

Com o auxílio de softwares e equipamentos monitoramento, o método permite a análise do desempenho de uma máquina em tempo real. A manutenção preditiva, portanto, visa verificar as condições elétricas, hidráulicas e pneumáticas dos equipamentos.

Por meio desse controle detalhado é possível observar ainda o desgaste de máquinas e equipamentos, minimizando perdas.

Claro, o modelo exige que a empresa invista em sensores e softwares modernos, que permitam realizar a manutenção preditiva de forma remota, ou seja, para realizar a manutenção preditiva não é necessário que os equipamentos sejam desmontados.

Dentre as principais vantagens da manutenção preditiva para a construção civil podemos citar:

  • Aumento da vida útil dos equipamentos devido a determinação eficaz da raiz dos problemas;
  • Eliminação da necessidade de inspeções físicas e de desmontar equipamentos;
  • Redução da necessidade de realizar manutenções preventivas;
  • Melhoria do desempenho das máquinas;
  • Redução de custos.

Manutenção Produtiva Total 

A manutenção produtiva total – TPM – é um método de manutenção de equipamentos de construção que visa eliminar os erros que possam ocorrer no canteiro de obras e nos processos administrativos de uma construtora. 

O modelo visa, portanto, maximizar a eficácia da manutenção de máquinas ao incluir no processo todos os departamentos da empresa, sejam esses responsáveis por comprar, usar ou manter os equipamentos. O objetivo é eliminar falhas, defeitos e acidentes. 

Na prática, a manutenção produtiva total garante que todos os setores da empresa conheçam detalhadamente o funcionamento de todas as máquinas presentes no canteiro de obras, o que garante o aumento da produtividade e o correto funcionamento dos equipamentos e sistemas. 

Sinalização

Na manutenção de equipamentos de construção a sinalização também deve ser observada. De fato, tudo que possa diminuir a vida útil do equipamento ou colocar em risco a segurança dos trabalhadores deve ser devidamente sinalizado durante a manutenção, o que evitará que os equipamentos sejam ligados ou usados por engano.

A sinalização, portanto, visa minimizar o risco de acidentes. 

Para garantir a conservação de equipamentos da empresa, além da manutenção adequada é preciso observar alguns cuidados como a criação de um cronograma específico para a manutenção. Além disso, é preciso guardar as máquinas em locais adequados e lubrificá-las com frequência:

Quais são os cuidados necessários para a manutenção de equipamentos?

Quais são os cuidados necessários para a manutenção de equipamentos?

Crie um cronograma completo para a manutenção de equipamentos de construção

Para que a manutenção dos equipamentos de construção ocorra de forma eficiente é preciso montar um cronograma que permita que a empresa saiba com antecipação quais máquinas e sistemas estão em perfeito estado de conservação e quais precisam ser consertados.

O cronograma deve observar as manutenções preditivas e preventivas. Essa ferramenta evitará que a empresa sofra perdas financeiras devido à inoperatividade dos equipamentos e contribuirá para a redução de acidentes. 

A implantação de um cronograma de manutenção também aumentará a vida útil dos equipamentos.

Invista em treinamentos

Investir em uma política de manutenção e cuidados preventivos é fundamental para minimizar possíveis problemas durante a obra. Treinamentos sobre como manter e cuidar de máquinas e equipamentos precisam ser implementados para manter os funcionários bem informados sobre o assunto.

Além disso, workshops e palestras devem ser ministrados pela gerência com o objetivo de aumentar a produtividade dos operadores e garantir que eles saibam como manter os equipamentos em ordem. Essas iniciativas também garantirão a durabilidade das máquinas do canteiro de obras e evitará que problemas operacionais ocorram.

Utilize um removedor de ferrugem

A ferrugem é uma das grandes vilãs quando o assunto é manutenção de equipamentos de construção. Para se ver livre desse transtorno, ao encerrar o expediente toda a equipe de trabalho deve aplicar um removedor de ferrugem em todas as ferramentas.

É possível encontrar removedores líquidos ou em pasta. O produto deve ser aplicado de acordo com as instruções do fabricante e com as especificidades de cada ferramenta. 

Lubrifique máquinas e equipamentos

Lubrificar todas as máquinas do canteiro de obras é fundamental quando se deseja fazer uma manutenção de equipamentos de construção eficiente.

Os lubrificantes formam uma camada protetora na superfície das peças, eliminando o atrito e evitando a fadiga entres os componentes mecânicos. Esse procedimento aumentará a vida útil dos equipamentos evitando que partículas como areia, cimento e poeira entrem em contato com partes sensíveis da máquina, desgastando-a.

Guarde máquinas e equipamentos longe da chuva

Todas as máquinas e ferramentas devem ser guardadas em locais onde não haja chuva e nem umidade. Esse cuidado é de fundamental importância quando se deseja aumentar a vida útil dos equipamentos e reduzir a necessidade de reposição de peças. 

Também é preciso observar outros cuidados: materiais, ferramentas e equipamentos devem ser guardados em locais adequados como caixas e prateleiras organizadoras, o que evitará que os itens sejam extraviados. Guardar todos os objetos no seu devido lugar garantirá que eles sejam facilmente encontrados. 

Para evitar quedas e riscos de acidentes, os equipamentos e as ferramentas pesadas devem ser guardados em locais próximos ao solo e os objetos mais leves devem ser postos em locais de fácil acesso. 

Promova a limpeza dos equipamentos

Além de guardar os equipamentos de construção em um local adequado, é preciso orientar os funcionários a limpar todo o material usado ao final de um dia de trabalho. Isso garantirá que as máquinas não sejam danificadas e evitará gastos com a substituição de peças.

As ferramentas e EPIs devem estar secas e limpas antes de serem guardadas, o que evitará oxidações. Além disso, é preciso observar se todos as máquinas estão desligadas, cuidado que garantirá que os equipamentos sejam acionados acidentalmente ou que ocorra um curto-circuito. 

Qual o melhor tipo de manutenção de equipamentos de construção?

Qual o melhor tipo de manutenção de equipamentos de construção?

Os diferentes tipos de equipamentos exigem diferentes tipos de manutenção. A manutenção preditiva garante o aumento da vida útil dos equipamentos, a eliminação da necessidade de inspeções físicas e o funcionamento eficiente das máquinas.

O método garante ainda a diminuição da necessidade de realizar manutenções preventivas e a redução dos gastos com reparos e trocas de peças.

A manutenção preventiva, por outro lado, visa reparar máquinas e equipamentos em períodos de tempo pré-programados. O ideal aqui é evitar falhas e defeitos que possam atrasar a conclusão da obra. 

Por ser feita antes do problema acontecer, esse método contribui para a redução de custos e contribui para o aumento da segurança no canteiro de obras. 

Já a manutenção corretiva visa eliminar falhas que ocorrem em máquinas e equipamentos negligenciados até começarem a apresentar defeitos no canteiro de obras. Gera muitos custos para a empresa já que para voltar a operar é provável que algum componente do equipamento precise ser substituído, atrasando a conclusão da obra.

Também é preciso investir no treinamento e na capacitação dos funcionários para garantir que eles possam operar as máquinas corretamente. Além disso, é preciso implementar políticas de organização e segurança.

A empresa também deve contribuir para a criação da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA – que tem a finalidade de fiscalizar a segurança dos operadores e implementar políticas de prevenção de acidentes e doenças do trabalho, promovendo a melhoria das condições de trabalho dos colaboradores. Agora que você já sabe quais são os tipos de manutenção de equipamentos de construção e quais são as suas vantagens que tal entrar em contato com a Sany Centro-Oeste? Aqui você garante que todas as máquinas da sua empresa tenham acesso a manutenção de alta qualidade. Estamos à disposição para tirar suas dúvidas! Agradecemos sua confiança!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *